domingo, 29 de março de 2009

Tantos Olhos

Acordei diferente,
diferente como sempre,
um vendaval de pensamentos chegou aos meus ouvidos,
inundando minhas ações,
não sei com que pé levantei,
mas hoje fez toda a diferença não saber.
Eu me calei perante a multidão que se prostrava ao meu redor,
irradiei uma alegria que até então não era minha,
levantei-me e me pus à postos para correr dali,
e permaneci aonde sempre estive, imóvel.
Agradeci aos outros e à mim mesma por não querer continuar,
no entanto quando cheguei mais perto, vi que era uma necessidade.
Hoje, quando acordo, vejo o mundo com outros olhos,
os olhos que tenho hoje.
Corro para enxergar tudo,
para absorver a vida ao máximo.
Ela está passando e me deixando para trás, me deixando com olhares
vagos, de paisagens incompletas...
A memória não dura muito, logo tudo se apagará, e será apenas mais um ano,
mais um dia entre tantos...
Entre tantas vidas, apenas mais um engano,
apenas mais uma vida.

4 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Ricardo Esteves disse...

é gata, e se apaga mesmo..
sabe, melhor coisa e o dia de amanha que tudo acorda mudado sempre, e se vc absorver .. acrescenta! que drogaa eim, vc faz de tudo.. opinião poema
tudooo
aiushaiuhsaiusa
massa o/

GrandeR@O disse...

uma poetisa fantabulosa mesmo
adorei
bjus

Rapha Brutal disse...

Lindo amore! parabens....