sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

MISSIVA

A vida me prega peças
O tempo inteiro
As dificuldades estão embutidas no pensamento
Um pensamento
desprovido de toda a sanidade
Continuo perdida
Em um mar de loucura
Minha loucura e toda essa complexidade
Que poderão fazê-lo vencedor de um jogo
que ambos não sabemos jogar
Minha razão é tão diferente de todas as outras
que às vezes me vejo sem sentido
No entanto, é tanto que chega a ficar vazio
Adormeço e a escuridão me adentra
Não há melhor escolha
senão a do risco
Não me reconhecia há pouco
Agora descubro novamente quem sou
Não sei se é por alguém
Ou por todos
Não dependo de nada
Não tenho porto seguro
Minha vela já se partiu há muito
Quero apenas viver
Fazendo planos
Todos fazem
Mas planos diferentes
Que eu ainda não sei quais
Não sei se meus planos serão os seus
É pensando que a gente se entende
Você me ganhou com poesia
E eu nem sei se eu te ganhei

3 comentários:

yo disse...

uai! mas a vela partida é melhor que uma. agora dá pra dois, ou mais, caminharem.
dorei!

yo disse...

putz! é vela de barco né?

Taynara disse...

Deixo aqui somente um trecho de uma grande autora: "Perder-se também é um caminho" Clarice Lispector
Magnífica você! Como o de costume...