sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Cândido

Clareza de sentidos
Universalidade
Abrangência
Você
Contra-senso
Na contra-mão
Lampejo
Lamparina
Lampião

6 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Nayara, do caos viemos e nos estamos. Tens a correta noção do paradigma atual e tão jovem! És pura cristalina como o seu lindo poema diz. Para quem não gosta de ler, que leia o nome para ter noção.
És maravilhosa. Surgistes na minha vida no momento preciso. Faz-me o favor, de nunca desaparecer, ok?

Deixo-lhe este poema + Beijos Mil******Rêruivinha

"VAMOS SONHAR?
Poema da Renata à Nayara que busca e acha

Conosco há sempre uma força invisível um anjo que nos orienta nos impele constantemente para frente*

Tagore



NÃO ME PROCURES
Não me procures
É só um momento
Eu só me perco
No espaço e no tempo
Acalentada pelo lume de Deus
Com a minha pele multicores
Eu danço giro em meio às flores
Emitem ondas de luz o corpo meu
Acima das nuvens
Além das tormentas
Sempre sinto a estranha
Necessidade de sonhar
Leva-me ao Paraíso
No meio das árvores
Aqui não há espinhos
Nas flores e nas rosas
Lá frutas impenetráveis
Tapetes verdinhos
Esse canto de Paraíso existe
Eu tenho certeza"

Ahôha! Guerreira índia Nayara!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

http://blogrenataslidesepremioseimagens.blogspot.com/

Minha linda amiga, publiquei o poema que vc me deu neste blog. É um blog de expressão própria que a Amanda conhece. Veja se aprova a publicação. Vc não sabe como foi maravilhoso o seu presente. Tão maravilhoso como o Ser Humano que você é.
NÃO PUBLIQUE, PORQUE ESTE BLOG É FECHADO.
Depois, dá um jeito dá um toque no eu e daí?, ok?
Beijos mil***************Rê Ruivinha

Amanda Goulart: Jornalismo em tempo real disse...

Oi amiga!
Que lindo!
Vc conheceu minha amiga linda Renata não é? Ela é uma amor pra mim... Me dá tanta força e tem a luz dentro de si.
Amo-te amiga.
bjs

Maria Fernanda Probst disse...

Esses poemas curtos são os mais legais. Gostei das três palavras finais.

E o lay é lindo também!

GrandeR@O disse...

aloooooo
adoro os teus poemas caoticos e surreals as vezes identificos as suas cronicas com os meu pensamentos insanos psicodelicos...
muuuuito boa ideia do fundo preto com letra preta... bem original heheheh gostei não sei oq vc quis dizer com isso ou simplemente é um efeito artistico pra fazer as pessoas olharem até se tocarem o que elas tem que fazer. Wherever gostei hehehe
bsos
obs.: demorei uns 5 minutos olhando pra tela preta pensando que tava carregando a pagina. . .
shhhh

Valdecy Alves disse...

Olá, amigo blogueiro,
Leia poesia que reafirma a vida como um bem cósmico, propriedade de ninguém, acessando meu blog:
http://valdecyalves.blogspot.com/2010/10/poesia-da-afirmacao-da-vida.html

Leia também a penúltima matéria. Vc sabia que já existiu campo de concentração no Brasil. Ver em:
http://valdecyalves.blogspot.com/2010/10/caminhada-da-seca-de-senador-pompeu-em.html