quinta-feira, 18 de março de 2010

Coadunado

Uma ponta forjada
Um parecer hipnótico
Palavras, pregos, martelo
Palavras, martelo e prego
Aponte sobre minha cabeça
Com muita força ou com muito jeito
Descreva a sensação
Diga se vale à pena.
Cabo, tinteiro e machado.
Jeito ou força?
Força ou ponte?
Use a inteligência!

9 comentários:

Ivo Serentha and Friends disse...

My compliment for your blog and pictures included,I encourage you to photoblog

CLICK PHOTOSPHERA

Even week another photo album

Greetings from Italy,

Marlow

i ILÓGICO disse...

vales...
vales pelo que tu andas ou pelo o que vais andar?
vales...
vás à andar pelos vales ou vais à vau me passar?
vales...
tanto vales que tu não vais de mim.
vales, tu vales.

Lumenamena disse...

Olá,

Tenho uma surpresa para você no meu novo blog:
http//lumynart.blogspot.com/.

Passe por lá para o ir buscar.

Abraços,
LUmeNA

Jéssica V. Amâncio disse...

meio... perturbador. realmente, nos perdemos nas ferramentas disponiveis que temos para entender a vida, ou a cabeça de alguém.

Fouad Talal disse...

Força ou Ponte?
Fonte.

Um abraço!

Maldito disse...

Acho que só vc vai saber responder essa!

Victor Manfredine disse...

Sempre jeito.
O jeito é resolvido e resolve tudo. Nada de força. Só os brutos resolvem as coisas na força.
E onde chegam? A lugar nenhum, claro.

Belo blog hein. ;)

JORDAS disse...

Use a inteligência, sem prego, sem palavras e sem martelo.
Use-a forjada de jeito e ponte.

Nydia Bonetti disse...

Estou aqui sem palavras diante da força da tua poesia... que beleza, nayara. beijo.