quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

SOBRE LIBERDADE










Hoje tudo voltou, como se nunca tivesse mudado...
mas sentimos as marcas do tempo...
o cascalho...
a chuva...
adormecemos e nem percebemos...
estamos mais frios...
os cascos estão endurecendo...
precisamos ser mais livres...
livres para viver!
livres para sentir!
Os sopros que nos habitam devem se expandir!
Devemos deixar aflorar nossos desejos...
Permitir sentir na pele...
Tudo...
Sentir o mundo!
Desconheço tantos prazeres e tantos
desconsolos...
Sou livre na pele...
No gosto...
Porém
Falta algo..
E não é qualquer coisa...
É algo forte, que inunda de falta!

Um comentário:

A Liberdade pelas mãos do Jornalismo disse...

A liberdade as vezes nos prende, e por incrível que pareça a tão sonhada liberdade pode vir com um pouco de prisão e disciplina...
LIndo amiga!
Seus entimentos são os mais puros e ao mesmo tempo frágeis. Isso dá doçura as suas palavras.
Amei!